LANXESS Brasil
LANXESS worldwide

Corporate Website en | de

Asia

EMEA

Americas

Interactive Worldmap

Find all the contact information for the LANXESS sites worldwide

find out more
Contact

Monitorando os Parâmetros Ambientais

Em todas as unidades da LANXESS, no Brasil e no mundo, questões ambientais - como o uso da água, as emissões de gases e o volume de resíduos despejados - são monitoradas de acordo com as exigências legais e as diretrizes internas da Empresa.

Tratamento de efluentes

Na unidade da LANXESS, em Porto Feliz (SP), a água utilizada no processo de produção é coletada do Rio Tietê e só é devolvida após um minucioso tratamento, seguindo parâmetros rígidos. Em nosso projeto de Retrolavagem, implementado em 2004, a coleta e o tratamento de água foram analisados detalhadamente, para que apresentassem resultados mais eficientes.

Em 1985, a unidade da LANXESS, em Duque de Caxias (RJ), foi uma das primeiras empresas do estado do Rio de Janeiro a construir uma estação de tratamento primário (físico e químico) para seus resíduos líquidos. Esta estação foi ampliada em 1992 com o acréscimo de uma etapa de tratamento secundária (biológico). Com isso, a capacidade da Estação de Tratamento de Água Residual Industrial da LANXESS, em Duque de Caxias, aumentou 30% - o que resultou em uma capacidade de 120% de equalização de resíduos líquidos.

Desde então, a empresa trabalha para garantir que sua produção esteja de acordo com os padrões legais. Aliás, já está em planejamento a instalação da terceira fase de tratamento de resíduos líquidos, com dois lagos de estabilização.

Em Cabo de Santo Agostinho (PE), a moderna planta industrial utiliza uma tecnologia em solução, ao invés de emulsão, que produz uma quantidade reduzida de resíduos líquidos e que passam por um tratamento biológico. Já as unidades do Rio Grande do Sul utilizam um sistema de tratamento de efluentes administrado pelo Pólo Petroquímico de Triunfo.

Resíduos sólidos

A quantidade de resíduos sólidos em Porto Feliz (SP) está sendo continuamente reduzida: entre 2004 e 2007 diminuímos em 40%.

Por meio desse programa, os resíduos sólidos são separados por tipo em containers de reciclagem e, depois, enviados para a fábrica de cimento Plastimassa, em Magé (RJ), onde são processados como combustível nas fornalhas da matriz de energia da fábrica de cimento de Minas Gerais.

Foram esses esforços que ajudaram a LANXESS a receber em 1999 o prêmio Ecologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em nível estadual, na categoria Gestão de Resíduos Sólidos.

Em 2001, na unidade de Duque de Caxias (RJ), 40 mil toneladas de resíduos foram eliminado, reduzindo o acúmulo ambiental para zero. Essas áreas, onde esses resíduos são depositados, são constantemente recuperadas e, por isso, não há contaminação do lençol freático.

Na fábrica de Cabo de Santo Agostinho (PE), todos os resíduos e o lixo são separados em seus pontos de origem, garantindo a coleta e a eliminação correta, sem sobrecarregar o sistema de eliminação final dos dejetos. A qualidade deste lençol freático é também monitorada por meio de poços piezométricos.

No caso da planta de borracha sintética SSBR, em Triunfo (RS), o acúmulo ambiental foi reduzido para 1.500 toneladas. Os resíduos sólidos produzidos são tratados no complexo petroquímico e a unidade da fábrica promove a limpeza e o monitoramento constante do lençol freático da região. 

Emissões atmosféricas

Na fábrica de Porto Feliz (SP), as emissões de gases geradas em todos os processos de produção são filtradas. Para isso, é utilizada uma tecnologia de ponta que permite à empresa cumprir com as exigências ambientais.

Já em Duque de Caxias (RJ), as caldeiras da planta industrial da LANXESS foram adaptadas para queimar gás natural, reduzindo custos e fazendo com que seu processo de geração de energia seja mais eficiente. Além disso, as emissões de dióxido de enxofre na atmosfera foram eliminadas, enquanto a liberação de dióxido de carbono e material particulado foi reduzida. 

Também no Complexo Industrial de Campos Elíseos, em Duque de Caxias, a LANXESS, junto de outras empresas, instalou uma rede de monitoramento do ar, que consiste em cinco estações equipadas com a última geração de medidores on-line. Eles enviam dados em tempo real para a Inea - Instituto Estadual do Ambiente - no estado do Rio de Janeiro, permitindo que esta entidade monitore as emissões de forma mais eficiente.

Contato

Lívia Berrocal

Lívia Berrocal

Phone: +55 11 3741-4655

send E-Mail